Rua Nossa Senhora de Nazaré, 65 - São Paulo-SP        Atendimento: Das 8h às 17h 11 5667-9758 11 5665-8530 11 99544-3666

Saiba construir o seu patrimônio empresarial

Gostou? compartilhe!

imagem julho 17, 2018

Saiba construir o seu patrimônio empresarial

Aplique uma gestão empresarial bem definida em sua empresa, com foco no seu patrimônio

A discussão quanto a contextualização do patrimônio é de um campo extremamente relativo. Há uma linha tênue entre a teoria e a prática. Na prática, ela faz parte do processo de serviços de contabilidade. Isso porque é importante estar em um campo mais técnico, justamente para retirar essa responsabilidade do próprio gestor, colocando em termos contábeis para que o enfoque da gestão da empresa venha a ser a parte técnica de produção e distribuição do produto ou serviço, enquanto cabe aos serviços contábeis tais análises financeiras práticas.

Basicamente, o patrimônio calcula os bens da empresa de forma geral, mas engana-se que isso trata apenas de entrada e aquisições. De uma agulha a um funcionário, tudo o que a empresa adquire é um bem, por outro lado, os gastos e saídas também entram na contabilização do patrimônio.

Acompanhe esse artigo e saiba melhor o que define, via serviço de contabilidade, o patrimônio da sua empresa.

IMPORTÂNCIA

A gestão financeira empresarial e a definição de patrimônio é semelhante a gestão financeira da vida pessoal, pois precisa de organização e definição pessoal de entradas e saídas, gastos e recebimentos. Ou seja, um empreendedor precisa dividir as suas contas pessoais e da empresa, mas a parte prática a administração pouco muda, apenas os valores e necessidades.

Para uma empresa, o empreendedor precisa ter bem definido quais são os seus gastos e identificá-los. E os gastos precisam ser definidos dentro de um contesto variável, ou seja, aqueles gastos que não são fixos e estão dentro de um campo de eventualidades, e os gastos fixos. Um bom exemplo pode ser visto, por exemplo, em uma gráfica, que tem o gasto fixo com cartuchos, papéis etc, mas um gasto variável quando uma máquina tem algum problema ou precisa ser trocada.

Definir e colocar no papel de forma específica e bem definida parece ser simples, mas faz parte de um serviço de contabilidade. Muitos empreendedores acham que podem fazer isso sozinho por saberem que a prática de levantamento de patrimônio empresarial é semelhante à da sua pessoal, mas esquecem que na sua vida empresarial muitas são as responsabilidades, sendo assim, nada melhor do que alguém cuidar especificamente da us gestão de patrimônio para que a gestão da empresa não venha focar apenas no patrimônio e deixar a produção de serviço para trás ou não focar devidamente no patrimônio, por isso a construí-la dentro de um serviço de contabilidade é de fundamental importância.

CÁLCULO

Primeiramente você precisa ter ideia do seu patrimônio líquido, ou seja, do lucro da sua empresa sem retirar os dividendos dos gastos e contas naturais. Todo e qualquer porte empresarial precisa estar atento a essas questões, porém, quanto menor for o porte da empresa, mas a atenção nessa questão pode ser redobrada.

Por isso, a empresa precisa fazer ter uma periodicidade definida para que o seu serviço de contabilidade venha fazer balanços e, se preciso for, traçar metas de corte de gastos condicionando a empresa dentro da realidade financeira patrimonial da mesma. Nesse processo, o serviço de contabilidade também fará uma ampla pesquisa de mercado, com concorrência e números anteriores da sua própria empresa, fazendo um comparativo para supor cortes ou até mesmo aquisições para evolução e melhorias. Essa prática bem realizada por meio de um departamento específico e profissionais competentes, segurará o empresário que pode continuar focando na gestão técnica específica do seu negócio.

PRÁTICA

Concluindo a definição de patrimônio empresarial, claro que não poderíamos esquecer da aplicação prática.

Para colocá-lo em prática, precisará separar os ativos e os passivos financeiros, ou seja, os ativos pode ser definidos por aquilo que não muda e talvez você só gastará uma vez, na efetivação da compra (caso não venha ser parcelado). Maquinários, computadores, peças e tudo aquilo que você, como empresário, venha receber no nome da sua empresa. Já os passivos entra nas contas a pagar, gastos com os maquinários (por exemplo, os cartuchos da impressora que precisam ser trocados dentro de uma periodicidade específica).

Fazendo isso, você já terá noção da entrada fixas e triviais da sua empresa e também da saída, o resultado do cálculo será o resultado do lucro líquido da sua empresa.

O estudo deste cálculo precisa ser efetivo e de conhecimento da gestão da empresa para que  fórmula venha ser aplicada na gestão prática da empresa que tenha noção exata do seu porte por meio do conhecimento do seu patrimônio.



Gostou? compartilhe!

Whatsapp Illumicont Whatsapp Illumicont